Tem coisa pior que dor de garganta?

Lógico que tem. Mas isso não diminui o incômodo chato que é sentir a garganta “tapada”, inflamada e pior: sem conseguir falar direito.

Na verdade vdd, minha garganta tem mais controle sobre meu corpo do que meu próprio cérebro. É só começar a doer que pronto: vem febre, indisposição, falta de apetite e um monte de coisa. E aquela vontade de não fazer nada.

Não consigo ler, ver filme, passar mais de 20 minutos na Internet (acredite!), nada. Só curtir o único momento na vida que eu lembro que existe uma garganta.

O lance comigo é tão sério que se eu for para o trabalho UM DIA sem casaco, já sinto a garganta começar a “arranhar”. E olhe que lá nem faz tanto frio.

Veja como acontece em qualquer lugar:

Veja qual é minha maior vontade:

A realidade:

Pois é, amigos.

Sempre me sinto meio alienígena quando vejo todos felizes com suas camisetas e eu de casaco.

E é isso… Pode não ter sido o post mais interessante deste blog, mas eu precisava mesmo desabafar e lançar fora toda minha revolta contra dores de garganta e suas consequências.

Você também pode gostar de ler isso aqui

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>