SOPA, PIPA, pirataria e blablabla e mimimi.

Tá todo mundo sabendo, e eu não vou mais me delongar no assunto, da SOPA e da PIPA. Amigo, não to falando nem do seu jantar nem da cidade badalada do Rio Grande do Norte. SOPA e PIPA são siglas para Stop Online Piracy Act (ou Lei para Parar com a Pirataria Online) e Protect Intellectual Property Act, ou (Lei para Proteger a Propriedade Intelectual). Se você tá com preguiça de pesquisar, deixe eu resumir BEM FACINHO: os EUA tão querendo controlar o compartilhamento de informações nas interwebz, mano. Como o mundo inteiro depende de alguma forma da “INTERNET DELES”, todo mundo acaba se ferrando. Inclusive este meu querido e singelo BLOG que você lê, com o qual eu nunca GANHEI NADA ALÉM DE COMENTÁRIOS DESAFORADOS. Vamos prosseguir.

Muitos sites, inclusive o FACEBOOK, já se manifestaram contra esse absurdo de lei, que é INSANAMENTE EXTREMISTA. Para você que pensa que só bloggers estão lascados com isso, sites como o Youtube, Facebook e Twitter (ui, mexeu com você agora?) podem e devem ser afetados com isso. Olha o que tio Mark, criador de sua rede social preferida, disse em seu perfil pessoal:

“A internet é a ferramenta mais poderosa que temos para criar um mundo mais aberto e conectado. Não podemos deixar que as leis mal pensadas fiquem no caminho do desenvolvimento da internet. O Facebook se opõe à SOPA e à PIPA, e continuaremos a nos opor a todas as leis que irão prejudicar a internet. O mundo hoje precisa de líderes políticos pró-internet. (…) Encorajo vocês a aprender mais sobre essas questões e informar os seus congressistas que você quer que eles sejam pró-internet.”

O cara disse tudo.

Manos, até a WIKIPEDIA, um site de compartilhamento de informações que ajuda você com seus trabalhos acadêmicos pode ser suspenso por essas leis babacas e extremistas.

Acho que, a esta altura, cabe a você parar 3 segundos e pensar:

1) Realmente, a Internet (em todas as suas potencialidades) é fantástica (quando bem usada e blablabla);
2) Compartilhar é viver;
3) EU NÃO SOU NENHUM CRIMINOSO POR POSTAR UM VÍDEO DO YOUTUBE NO MEU BLOG

Nããããão, mas para os EUA, postar uma cena de filme ou de seu clipe preferido, via Youtube, nas suas redes sociais, já consiste em um ato de pirataria.

Vão arrumar o que fazer, prezados congressistas do Tio Sam.

Quero informar a você, caro leitor, que sou uma árdua defensora do consumo de produtos legais. Não dou UM CENTAVO MEU à pirataria, seja em discos ou DVDs. Coleciono DVDs originais, por causa da lei e pela qualidade do negócio. Mas eu costumava baixar filmes no MegaUpload (COSTUMAVA… JÁ QUE O SITE FOI FECHADO, Ó QUE MARAVILHA), site de compartilhamento usado por muitos blogs de filmes.

Baixava lá os filmes e, se gostava, deletava e comprava meu original. Se não gostava, deletava e zaz. Me digam que espécie de criminosa sou eu. Estou aguardando nos comentários.

Um adendo: os sites de filmes que eu acessava eram tão mixurucos… sem uma só propaganda, feito por e para cinéfilos que entendiam o lance do compartilhamento como algo bacana. Sem ninguém ganhar UM MÍSERO CENTAVO para fazer isso. Apenas pela diversão. Como eu estou fazendo aqui agora.

(((Esse anúncio do Submarino do topo, eu NÃO FAÇO NEM IDEIA de como isso funciona e nunca vi a cor desse dinheiro ou desses bônus em compras.)))

Me digam o que este blogueiro ganha com este blog que NEM REGISTRADO É? http://alobaalfa.blogspot.com/

É apenas cultura sendo transmitida (ATENTAI BEM, TRANSMITIDA NÃO É O MESMO QUE “VENDIDA ILEGALMENTE”) a todos. Em contraponto, acho que um blog com downloads que seja rentável de alguma forma pro blogueiro já deve ser considerado um tipo de apropriação ilegal do material.

Bom… deu pra perceber que a discussão é longa e o buraco é mais embaixo.

A gente pode conversar mais sobre isso no Twitter, se você quiser. Afinal, esse blog tem tantos links pro YouTube e downloads que seus dias podem estar contados. To lá no @fernandavpaiva. Até que o mesmo esteja no ar, né…

Você também pode gostar de ler isso aqui

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>