Curtindo o ócio em Buenos Aires: o que o turista com tempo de sobra pode fazer

12

Passei 12 dias em Buenos Aires e deu pra conhecer muito do lado turistão (ainda teve coisa que deixei pra segunda visita de propósito) e ter momentos de, digamos, “ócio“! jejeje. As aspas são necessárias porque não tem condições de ficar parado nessa cidade, gente! Muito amor por lá! Este post é especial pra quem tá indo pra Baires com tempo de sobra (como tempo de sobra entenda mais de 7 dias por lá), o que eu recomendo muito, inclusive. Bora lá?

>> Fernandices no Instagram!

1) Se perder em Palermo.

Já conheceu os barzinhos da Plaza Serrano? O Sheldon? Já foi naqueles lugarzinhos que todo mundo fala? Massa. Agora sê dê o direito de perambular sem compromisso pelas ruas charmosas do bairro que é gigaaannnte, descobrir uma livraria diferente, sentar numa cafeteria que você achou legal ou bisbilhotar uma das lojas do bairro mais cool e jovem da cidade. Então, de onde estiver, pega uma linha D de metrô, desce lá e aproveita!

palermo

2) Perder a hora numa praça.

Nem precisa ser a Plaza Francia, a San Martin ou a Serrano. Buenos Aires tem muitas praças lindas de viver e é muito gostoso levar comes e/ou bebes (ou comprar em algum kiosco lá pertinho) e sentar na grama. Tão bom ficar vendo aquela gente, sentindo o clima. Sem contar que isso é muito portenho, então as chances de você se aproximar de um grupo e treinar o espanhol com os nativos são altas!

palza

3) Pegar um metrô e descer num lugar qualquer.

Fiz isso umas duas vezes. Entrei no metrô, dei uma olhada no mapa das estações e desci em uma que tinha o nome bonitinho. A surpresa foi incrível, descobri uma região não turística e, como não podia ser diferente, era lindo lá! Ô Buenos Aires pra não decepcionar!

>> Comendo em Buenos Aires: saiba o que você vai encontrar por lá!

>> Muito se fala de Buenos Aires. Confira 12 fatos (ou boatos) sobre a cidade.

4) Assistir um filme ou peça em castellano.

Tava com tanto tempo de sobra que me dei o luxo de entrar no cine Hoyts (um top cinema no Dot Shopping), comprar uma pipoca e assistir Pinguins de Madagascar em castellano ($90). Gente, muito bom! Bom pra treinar o ouvido para o idioma e acabar aprendendo umas expressões que a escola de idiomas não ensina. Queria ter visto peça, mas não rolou. Na próxima, não perco!

cin

5) Voltar ao lugar que você mais gostou.

Isso é tipo, BEM SÉRIO. Vai ter, com certeza, o lugar do seu xodó. No meu caso, foram dois: Palermo (todo ele!) e Plaza Francia, na Recoleta. Tipo, foi caso de amor meeeeeeesmo. Como tava com tempo de sobra, fui à Plaza Francia umas 3 vezes e estive zanzando por Palermo umas 4 ou 5 vezes nesses 12 dias. Acredite: você vai ter saudade DEMAIS da cidade quando voltar pro Brasil – e saudade triplicada dos lugares que mais curtiu. Então COM CERTEZA vale repetir a visita uma vez. Ou duas. Ou três. ;)

E aí, turistas, portenhos e brasileirada que vive em Baires: o que está faltando nessa lista? Quais são outras maneiras legais de curtir o ócio na cidade? Conta pra mim nos comentários!

Você também pode gostar de ler isso aqui

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>