Comendo em Buenos Aires: o que o turista brasileiro vai encontrar

Choripan, parrilla, empanadas, medialunas, desayunos, cubiertos: ê saudade da comida de Buenos Aires! Há quem ame e odeie e eu faço parte do primeiro time (mesmo tendo sentido falta de feijão após 12 dias na cidade). Caros, então aqui estão 12 fatos sobre a alimentação portenha e quais são os costumes principais relacionados a COMER, isso que a gente aqui no Brasil AMA fazer – e faz muito bem!

1) Os desayunos

A vida começa um pouco mais tarde em Buenos, então é comum tomar café depois das 10h. Você encontra nas cafeterias os kits de desayuno que normalmente vem com café, suco de laranja e duas ou três medialunas. Claro, tem uns mais tchan, mas no geralzão é isso aê. Preço pode variar entre 50 a 130 pesos, do cafecito mais simples até o Café Tortoni.

tienda
2) Medialunas & empanadas

Medialunas são tipo croissants doces, às vezes servidos com doce de leite. Lá isso é tão comum que vende até no McDonalds! Já não posso falar algo de empanada porque não comi! Absurdo, né? 12 dias lá e nenhuma empanadinha pra contar história. É que achei tão parecida com pastel, visualmente falando, que acabei deixando pra depois, depois, depois e… passou. Na próxima não deixo de provar. ;)

>> Leia: 10 coisas sobre Buenos Aires que eu constatei ou desmistifiquei na prática


3) Parrillas e parrilladas

Parrillas são as carnes e parrillada é tipo: muitas carnes, hahaha. Normalmente é quando são servidos vários tipos de carne com guarnições e coisa e tal. As carnes vem sempre ao ponto (até meio mal passadas) e geralmente você pede papa frita ou ensalada de acompanhamento. O sal vem junto porque eles usam pouco no preparo, então prepara pra salgar a gosto. Basicamente, bife de chorizo é contra-filé e bife de cuadril é picanha. Ao menos em todo lugar que fui, era MUITO BEM SERVIDO.

pari

 

4) Cubiertos

A gente tem o costume de pagar os 10%, confere? Lá a maioria dos restaurantes cobra os cubiertos, que é um preço que cada empresa estipula para… OS TALHERES que você usa! Hahaha o valor dos cubiertos girava entre 12 e 25 pesos nos lugares onde fui. E o bizarro vem agora: havia lugares que não cobravam cubiertos e, em alguns deles, os talheres eram descartáveis! Hahaha makes sense, makes a lot of sense.

>> Me siga no Instagram!

5) Sugo de naranja y churros en las plazas y calles.

Mais tradicional que paixão pelo Maradona é sentar numa praça pra comer churros de dulce de leche e suco de laranja. Outra coisa é que portenho tem um caso de amor com suco de laranja, sério. Na rua, nas praças, nas feiras; em tudo que é lugar vai ter um tio fazendo suco de laranja na hora pra vender.

churros

6) Sorvetes

Os sorvetes de lá são tudo isso que dizem e mais um pouco. Freddo é realmente bom, mas Abuela Goye ganha. Provei na Volta também, e é bem bom mas não ganha dos concorrentes na minha opinião. Eu só tomei helado de dulce de leche em todas as vezes que pedi, ALOKA! hahaha Ainda bem que fui no verão, mas já soube que a turistada brasileira toma sorvete no inverno mesmo batendo o queixo de frio de tão bão que é.

freeddo

7) Menus em quadros negros na calçada

Amo, amo e amo isso de todos os restaurantes e pubs terem na calçada um quadro negro bem enfeitado com o prato do dia, preços e alguma info importante. <3 Você nem precisa ter o trabalho de entrar pra ver o menu, ter um susto com os preços e ir embora, por exemplo hahaha Também acho lindo mesinhas na calçada, é uma graça! Isso é bem comum em todos os bairros (pelo menos nos 10 bairros que eu conheci haha).

caç
8) Choripan

Choripan é, e aqui perdoem os hermanos essa explicação rasteira, um pão com linguiça! Mas é uma linguiça diferente. Se entendi bem é linguiça de chorizo – ou algo assim. Em um restaurante no Caminito comprei um por 60 pesos. No tiozinho que vende na rua em frente do Planetário (Recoleta), 60 pesos foi a conta total de um choripan com adicional de ovo (CHI-QUE), uma Pepsi e uma água. Adivinha o melhor? O do tio! Hahaha <3

>> Curtindo o ócio em Baires: o que o turista com tempo de sobra pode fazer

9) Pão, pão, muito pão

Como é que esse povo lá faz dieta, Jesus amadinho? Se tu pedes uma Coca, vem pão. Se tu pedes carne, vem com pão. Se pedes uma Quilmes, vem uma cesta de pães diferentes. Se tu perguntares as horas, capaz de vir um mini baguete! Haha.

10) Horários diferenciados

Como eu comia um desayuno tarde, lá pelas 11h, só sentia fome de almoço umas 16h. Antes disso eu beliscava sorvete, churros, tomava um suco de laranja, essas coisas que me fizeram engordar 3kg em 12 dias. Daí a pedida é parrilla com papas fritas, praticamente o mesmo do jantar (que normalmente é lá pelas 21h). A foto abaixo aí é de um desayuno do Café Tortoni. Note que veio tostados em vez de medialunas:

torto

11) Propinas

É cultural demais o lance da gorjeta pro garçom, você curtindo ou não o atendimento do lugar. Normalmente você “inteira” a conta com a propina (como é chamada a ‘gorjeta’) do cara, por exemplo: a conta dá $136 e você paga logo os $150. Ao menos eu fazia assim e todo mundo ficava feliz.

12) Água SALGADA

Juro, cara, a água é salgada! Antes de ir dá uma olhada na quantidade de sódio das águas do Brasil e compara com as de lá. A marca mais aceitável e que mais se assemelha à brasileira é a Eco de Los Andes, dá pra achar nos kioscos facilmente. :)

O que está faltando na lista?
Conte para mim nos comentários!

Você também pode gostar de ler isso aqui

5 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>